• Gyna

Análise preditiva: o que é e quais são os benefícios para as empresas

Pode até parecer promessa de vidente, mas não é. Com o suporte da tecnologia e de algoritmos, seu negócio antecipa cenários futuros e sai na frente da concorrência


À medida que a tecnologia evolui e alcança funcionalidades anteriormente inimagináveis, ela também se torna cada vez mais fundamental nas empresas. E foi assim que a análise preditiva conquistou seu lugar no mundo corporativo.


Ainda que pareça um conceito muito novo, na década de 1940 já existiam referências a ele que acompanham o surgimento dos primeiros computadores com objetivos puramente militares.


Mas a análise preditiva não se tornou tendência do dia para a noite. Inúmeros acontecimentos, desde o crescimento constante do número de dados gerados pelos mais diversos tipos de negócios, até a facilidade de aquisição de computadores e softwares, colaboraram para que ela se tornasse um recurso decisivo para elevar a competitividade.


Se você quer saber qual é o momento ideal para lançar um produto, se é hora de contratar mais funcionários ou se vale a pena fazer um investimento, por exemplo, continue a leitura e descubra tudo que é necessário sobre análise preditiva!


O que é análise preditiva?


A análise preditiva consiste no processamento e interpretação de dados através de algoritmos estatísticos e técnicas de Machine Learning. O objetivo é prever acontecimentos futuros baseados em probabilidade e tendências.


Utilizando essas informações de forma estratégica, é possível prever demandas do seu público-alvo e também necessidades internas, identificar tendências no seu ramo de atuação, definir objetivos e metas realistas e, como resultado, realizar planejamentos cada vez mais assertivos e tomar decisões confiáveis baseadas em dados.


Mas, embora possa parecer, é importante lembrar que a tecnologia não é mágica e não funciona como uma bola de cristal. A análise preditiva prevê cenários futuros a partir de tendências identificadas em um histórico de dados.


Diante dessas informações do passado, o sistema detecta a probabilidade de alguma situação se repetir através de cálculos estatísticos e algoritmos de alto nível.


Como funciona a análise preditiva?

Ainda que existam várias formas de viabilizar o conceito, normalmente ela é feita através de um modelo preditivo, uma função matemática capaz de prever cenários futuros quando aplicada sobre os dados que serão analisados.


Imagine que uma empresa agrícola, por exemplo, pode aplicar um modelo preditivo sobre o seu histórico de pedidos de determinado grão para decidir se, no próximo ciclo, deve aumentar seu plantio levando em conta a previsão do tempo para a próxima estação.


Da mesma forma, diversos segmentos de empresas podem aplicar modelos preditivos para descobrir se seus lançamentos serão bem-sucedidos, se a mudança na fórmula do seu produto será bem vista por seus clientes e assim por diante.


É importante ressaltar que a tecnologia do Machine Learning ou, em português, aprendizado de máquina, pode ser muito bem aproveitada para análises preditivas. Afinal, trata-se de um sistema que modifica seu comportamento, sem necessitar da intervenção humana, diante de padrões encontrados em análises de dados.


Como a análise preditiva pode beneficiar empresas?

A aplicação da análise preditiva nos dados extraídos de um negócio pode trazer inúmeras vantagens. Hoje, vamos te contar algumas das mais importantes.


Ao processar os dados, os algoritmos são capazes de encontrar padrões, inclusive comportamentais. Com essas informações em mãos, a gestão pode identificar antecipadamente as necessidades do seu público-alvo para oferecer serviços e experiências que satisfaçam seus anseios. Tudo isso, claro, impacta o posicionamento da marca e suas vendas.


Essa previsibilidade também possibilita um melhor controle de estoque, já que a empresa pode se organizar de acordo com a indicação futura de demanda para que não haja encalhe ou escassez em seu estoque.


Também é possível utilizá-la para entender em qual momento da jornada do cliente você deve abordá-lo para conseguir uma conversão. Esse impacto positivo vai diretamente para o lucro.


E já que estamos falando de resultados, que sem dúvida impactam o financeiro, é importante destacar que a análise preditiva pode ser uma grande aliada na redução de custos.


Esse conhecimento prévio de cenários futuros permite que a empresa se planeje em relação à necessidade de paradas, mudanças de estratégias e até evite desperdícios de recursos, seja de materiais ou mão de obra.


Além disso, a identificação de padrões baseada na análise de um histórico também dá visibilidade a comportamentos de risco, que podem indicar fraudes, golpes ou outro tipo de ataque à segurança da organização. É uma oportunidade preciosa de impedir incidentes antes mesmo que eles aconteçam.


Utilize tecnologias disruptivas a favor do seu negócio

Ainda que a análise preditiva não funcione como mágica e não seja uma bola de cristal, sua indicação de cenários futuros é valiosa para qualquer empresa, afinal, saber quais são os riscos e benefícios de cada ação pode fazer toda a diferença nos seus resultados.


Utilizar os avanços tecnológicos através de soluções de ponta como Big Data Analytics, Inteligência Artificial e a própria análise preditiva, é uma forma segura de criar um significativo diferencial competitivo para se destacar no mercado.


Com elas, você se prepara de forma antecipada para combater as crises, melhora o relacionamento com o cliente e a qualidade do que entrega a ele, além de ter visibilidade de acontecimentos futuros que te permitem eliminar ameaças antes que prejudiquem sua empresa.

Para saber mais detalhes sobre essas tecnologias disruptivas, como implementá-las e transformar positivamente o seu negócio, converse agora com os especialistas da GYNA.

3 views0 comments