• Gyna

Inteligência Artificial e Inteligência Cognitiva: conheça as diferenças

É comum que pessoas que não tem afinidade com a área da tecnologia confundam a Inteligência Artificial com a Inteligência Cognitiva. Mas, ainda que os conceitos tenham realmente uma relação, eles não são a mesma coisa e podem atuar de forma complementar. Uma das principais diferenças entre elas está relacionada à capacidade do algoritmo de aprender e executar ações, com ou sem intervenção humana.

No mundo corporativo, a transformação digital vem ganhando cada vez mais espaço e tornando esse passo praticamente essencial para que as empresas possam manter sua competitividade. Por isso, aprender a utilizar a Inteligência Artificial e a Inteligência Cognitiva pode fazer toda a diferença para a sua operação.

Continue a leitura para conhecer melhor esses dois conceitos, quais são suas principais diferenças e os motivos para aplicar as duas tecnologias simultaneamente no seu negócio! O que é Inteligência Artificial?

A Inteligência Artificial (IA), de forma objetiva, é o nome dado aos sistemas e máquinas que simulam a inteligência humana para realizar tarefas, aprendendo e se aprimorando nas ações com base nas informações que coletam.

Com esses dados, a IA permite que os dispositivos percebam padrões e aprendam com eles, raciocinando de forma lógica e realizando autocorreções mesmo sem solicitações, por exemplo. Além disso, essa tecnologia tende a resolver problemas com bastante precisão, encontrando a solução ideal para cada caso.

Para que tudo isso seja possível, a IA se baseia em uma combinação de grandes volumes de dados digitais estruturados com algoritmos inteligentes e redes neurais artificiais. Então, quando percebe relações ou padrões, a tecnologia consegue indicar qual é a melhor solução para determinado problema ou realizar tarefas repetitivas que outrora teriam que ser feitas manualmente.

E Inteligência Cognitiva?

A Inteligência Cognitiva (IC) tem uma relação direta com a IA, porque acaba sendo uma de suas variações.

Com essa tecnologia, algoritmos se tornam capazes de imitar processos cognitivos mentais de seres humanos, ou seja, aprendendo a partir da repetição de padrões e compreendendo comportamentos. Assim, a Inteligência Cognitiva permite que sistemas e máquinas tomem decisões complexas como nós faríamos, mas sem precisar da supervisão de um usuário real para executar todo esse procedimento.

Mas, para que tudo isso seja processado e realizado, precisamos de um potente poder computacional. Afinal, a IC utiliza dados estruturados e não estruturados em formato de texto, áudio, imagem e até voz para poder simular as funções cognitivas humanas e compreender a situação, o ambiente e suas intenções para relacionar variáveis e ter um entendimento complexo do contexto geral.

Quais as diferenças entre elas?

Para que sua empresa aproveite da melhor forma possível os recursos da Inteligência Artificial e da Inteligência Cognitiva, é preciso que entenda a melhor forma de aplicá-las na sua operação. Afinal, como você deve ter percebido, pode ser difícil identificar suas diferenças, por isso entender em que caso cada uma delas deve ser utilizada é essencial.

Ainda que o objetivo das duas tecnologias seja simplificar tarefas, a IA executa com facilidade atividades repetitivas burocráticas e de baixa complexidade ou resolver apenas um problema da melhor forma possível.

Enquanto isso, a IC busca a resolução de questões mais complicadas, que podem ser incertas ou ter variáveis. É justamente por isso que ela imita o raciocínio humano, tendo insights a partir das informações colhidas e sabendo lidar com o que é imprevisível.

Outra questão que destaca as diferenças entre as duas tecnologias é a dependência de intervenção humana. Na IA, alguém precisa inserir as variáveis ou fornecer uma estrutura de causa e efeito pré-definida para que ela possa tomar uma decisão. A IC, por sua vez, consegue se aprimorar por conta própria, melhorando os resultados que entrega a partir de fontes diversas e menos estruturadas, como as vozes, por exemplo. Essas características acabam representando uma limitação na capacidade de resolver problemas. Afinal, enquanto a Inteligência Cognitiva evolui por conta própria, obtendo mais informações, a Inteligência Artificial depende exclusivamente dos recursos programados em seus algoritmos.

Mas é importante ressaltar que, se fosse uma competição, a IA não estaria necessariamente perdendo. Como seu foco é encontrar a melhor solução, normalmente suas decisões são mais precisas e tem mais chances de estarem corretas.

Normalmente, a IA é utilizada nas empresas para automação e robotização de processos operacionais, enquanto a IC ainda aparece bem menos no cenário corporativo, sendo encontrada em softwares avançados de acompanhamento de tendências, previsão baseada no comportamento humano ou sistemas de segurança cibernética. Por que devo utilizar essas duas tecnologias na minha empresa?

A Inteligência Cognitiva e a Inteligência Artificial são tecnologias complementares, uma vez que cada uma tem suas limitações e pode colaborar para que a outra se torne mais efetiva. É exatamente por isso, inclusive, que utilizar esses dois recursos de forma simultânea pode trazer diversas vantagens para uma empresa.

Com elas, o processamento e análise de dados de diferentes formatos se torna mais eficiente e dinâmico. A IA e a IC também ficam responsáveis por identificar informações relevantes e quais são os melhores caminhos para a tomada de decisão, que também é automatizada.

Graças aos insights e predições entregues por esses recursos tecnológicos, as escolhas da sua empresa têm muito mais chances de estarem corretas.

E as vantagens não param por aí! Graças à agilidade no processamento de dados, a aquisição de conhecimento dentro da corporação se torna maior e mais rápida, os softwares de comunicação podem simular o comportamento humano, otimizando a comunicação, enquanto inúmeras atividades operacionais e estratégias podem ser realizadas sem necessidade de intervenção humana.

Se você gostou de conhecer esse universo de possibilidades e planeja implementar a Inteligência Artificial e a Inteligência Cognitiva na sua empresa, com todos os cuidados necessários para que seja uma ação bem-sucedida, como compliance, LGPD e um bom fornecedor, fale com os especialistas da GYNA! Com certeza uma das nossas soluções será ideal para o seu negócio.

4 views0 comments